Mauro Mariani e Carlito Merss discutem obras com financiamento do BNDES

O secretário de Estado da Infraestrutura, deputado federal Mauro Mariani, se reúne com o Prefeito de Joinville, Carlito Merss, nesta segunda-feira (25) às 11 horas na sede do poder público municipal para tratar dos ajustes finais do financiamento de R$ 40 milhões pelo BNDES para as obras de infraestrutura urbana na maior cidade do estado. Participam da reunião por parte da Prefeitura o secretário de Planejamento, Eduardo Dalbosco, o presidente do IPPUJ, Luiz Alberto e técnicos do IPPUJ, BNDES e Secretaria de Estado da Infraestrutura. Mauro Mariani quer discutir com o Prefeito quais as obras que devem ser incluídas na lista que será executada pela Secretaria de Estado em Joinville, já que algumas obras como a rotatória das universidades, estrada Anaburgo e outras, já foram concluídas ou estão em andamento. “Vamos trazer boas notícias para Joinville”, diz Mauro.

Segundo o deputado federal, a parte burocrática de garantias do Estado para a liberação dos recursos já está equacionada com o envio de uma MP à Assembléia Legislativa, que ajustou termos técnicos requisitados pelo BNDES. Falta agora definir com Carlito a forma de participação da Prefeitura com projetos ou contrapartidas. “Quero iniciar logo essas obras em Joinville, como o binário da Vila Nova, o novo acesso pela Almirante Jaceguay, a elevação da rua Minas Gerais que leva ao Morro do Meio, a pavimentação asfáltica da rua Rio do Morro, por exemplo, e ver quais outras obras são importantes para ajudar a cidade a crescer. É isso que quero discutir com o Carlito para acelerarmos os processos e lançar as licitações em no máximo 60 dias”, explica Mauro Mariani. Após a decisão da reunião de segunda-feira, Mauro vai convidar o Prefeito a irem juntos à sede do BNDES no Rio de Janeiro para acertar detalhes finais.

10 comentários:

Caio/Ciser disse...

Tenho duas questões sobre esta bondade por parte do governo do Estado.

1) Na semana em que os juizes do TSE vão julgar os pedidos de CASSAÇÃO e INELEGIBILIDADE de Luiz Henrique , o governo quer criar uma agenda positiva.

2) Mariani joga ano que vem suas fixas aqui em Joinville para se reeleger. Se conseguir será locomotiva caso contrario vira vagão e sai do cenário.

A iniciativa é boa. Se dependesse do Carlito não vem nada alem de aumentos e quebra de promessas de campanha.

Lucinha disse...

Mas e daí ? O que está faltando é gestão.
O modelo de gestão de Carlito é Tebaldi.
Lembram da frase na rádio 103 FM :
'EU FIZ IGUALZINHO AO QUE O EX PREFEITO SEMPRE FEZ'

Ari disse...

Tenho duas colocações a fazer sobre as duas questões de Caio/Ciser:
1) O TSE não vai pautar sua decisão em "agenda positiva" do atual governo peemedebista.
2) Mariani NÃO joga ano que vem suas FICHAS (nunca vi escrito fixas) aqui para se reeleger, simplesmente porque não concorre à reeleição.

Mauro disse...

A Verdade é que sempre foi e sempre será mais fácil criticar.
A Cidade está estagnada e sem perspectivas.
Parabens aos estudantes que estão começando a lutar pelos seus Direitos, porém não devem se deixar levar por politícos oportunistas que conforme o vento sopra mudam de lado.

faça a diferença disse...

Sem dúvida que aí tem fumaça, e onde tem fumaça tem fogo. É obvio a jogada politica de LHS, para escapar da cassação, e eu particularmente duvido muito que o Poder Judiciário vai se posicionar contra LHS. Os juízes que votaram contra LHS, já não mais pertencem ao julgamento, vocês perceberam que o LHS, está calmo? já perceberam algo de diferente no julgamento? Já perceberam a acomadação dos advogados? Sim, já esta decidido LHS, não vai perder o MANDATO, e ponto final. Pois os interesses politicos já influenciaram a decisão do poder judiciario a qual muitas vezes não consegue andar com as proprias pernas, é preciso uma intervenção politica para mudar o rumo das decisões, se alguns apostaram na cassação de LHS como eu, quebramos a cara, e como as lembranças do povo brasileiro vai até a missa de setimo dia, já esqueceram as razões da cassação, que só foi uma encenação para para que o governador ganhasse mais espaço nos jornais. E agora vem com esse papo de investir 40milhoes em Joinville? Esse raposa velha não dorme de toca, é mais facil entrar nos Estados Unidos pelo México, do que o Poder Judiciario cassar LHS. Sabem porque? Porque ainda há muitos juízes corruptos e que gostam de ganhar uns agrados a qualquer custo, a qualquer sacrificio a fim de salvar e defender seus proprios interesses, graças a Deus que não são todos os Juízes, pois se não estavamos f................ gerson

Anônimo disse...

O QUE O CARLITO VAI FAZER COM ESSE DINHEIRO?

Anônimo disse...

Prezado Ari

Reeleger: RE = prefixo que remete ao conceito de novamente ou repetição + eleger = ser eleito. Portanto se o referido ex-deputado (é ex mesmo? ou só esta afastado) voltar a se candidatar ele estará tentando se REELEGER. Portanto se atenha aos conceito e não fique criticando as pequenas incorreções ortográficas nas colocações alheias.

Anônimo disse...

SOMENTE O PMDB PARA AINDA INCENTIVAR E DAR DINHEIRO A UM GOVERNO DESTE. TOMARA QUE ANO QUE VEM O MARIANO NÃO VENHA PEDIR VOTO, SENÃO TEREMOS QUE PEDIR A ELE QUE PEÇA AO CARLITO, AOS EMPRESÁRIOS E ETC. TRAIDORES.

Anônimo disse...

O CARLITO E A TURMA DELE NÃO SABEM O QUE FAZER COM O DINHEIRO, ATÉ HOJE NÃO FIZERAM NADA NA PREFEITURA.

Anônimo disse...

Espero que o Carlito Mers opte por umas das obras que o Mauro Mariani defendeu em sua campanha de 2008, concerteza se o mauro fizer uma boa votaçao em joinville para Deputado Federal ele vai sim disputar a prefeitura, acredito que o Carlito nao vá se reeleger em 2012 e o Darci de Matos se queimou com muitos GRANDES empresarios de Joinville, kennedy e Mauro serao os 2 candidatos a concorrer e concerteza o segundo turno de 2012 a prefeitura de Joinville.
Nao tenho nenhuma reclamaçao a fazer sobre esses dois expressivos candidatos, estadual e federal.