Jovem relata drama vivido nas mãos de policiais militares, em Joinville

Da redação
redacao@gazetadejoinville.com.br

Um jovem de 23 anos denuncia agressão de policiais militares em Joinville. O fato ocorreu no domingo (25) quando T.S. saia de uma danceteria no bairro Itaum. O caso é investigado pela Polícia Civil como lesão corporal e pela corregedoria do 17º Batalhão da Polícia Militar. O rapaz tem escoriações pelo corpo e um dos braços está engessado.

Tudo começou com uma discussão na danceteria Metrô Night Clube, no bairro Itaum, entre a suposta vítima e um segurança do estabelecimento.

Testemunhas dizem que o segurança é da Polícia Militar. E isso não pode ocorrer. Conforme o subcomandante do 17º Batalhão da Polícia Militar, major Hilário Zils, é preciso prender policial que tem outro emprego.

Local para onde PMs levaram vítima pode ser usado para desova de cadáveres
T.S. conta que, ao deixar a danceteria, foi abordado por dois policiais. Na abordagem, os PMs não pediram documentos e o colocaram no porta-malas de um veículo Renault/Logan, do Governo do Estado. Segundo a suposta vítima, os homens gritaram com o rapaz e disseram que ele aprontava muito.
Depois de andar uma hora e meia sem saber seu destino, T.S. sentiu o carro parar. Foi retirado em um terreno na Rua das Caieiras, próximo a Araquari, no bairro Paranaguamirim. O lugar é deserto próximo a uma pedreira. Nessa mesma região, em setembro, o corpo de João José Muczinski foi encontrado alvejado por disparos de arma de fogo.

“Vou te matar”

T.S. diz que foi colocado de joelhos e com a cabeça para baixo. Ao tentar olhar para os agressores, recebia socos. Por alguns minutos o rapaz foi torturado. De acordo com a vítima, bateram com a sua cabeça no chão, em baixo dos pés, nas costas e nos braços. “Vou te matar”, foi uma das frases que escutava enquanto apanhava.
Ele conta que depois de algum tempo escutava os policiais decidindo quem iria matá-lo. Quando um atendeu o rádio, T.S. conseguiu empurrar um dos PMs que estava com a arma. O rapaz entrou no mato e se jogou em uma vala quando ouviu disparos de arma de fogo.

Depois do susto, ainda com dores pelo corpo, ele conseguiu achar o guarda da pedreira ao lado e foi socorrido pelo SAMU.

T.S. ficou com escoriações, com lesão na mão e com os pés inchados. Ele registrou Boletim de Ocorrência na Polícia Civil e Militar.

Comando já sabe quem são os agressores

O subcomandante do 17º Batalhão da Polícia Militar de Joinville, major Hilário Zils, diz que já sabe quem são os policiais acusados. Ele destaca que vai ser feito um inquérito para investigar a ocorrência. Se for constatado como verdadeiro, o fato será levado para o juiz de uma vara militar, que vai dar o veredicto.

Pode haver perda de função ou prisão para os policiais envolvidos. Se comprovado, podem sair da rua. O subcomandante alerta que: “Nossa função não é bater”.
Ele destaca que a população tem que denunciar casos como esse para haver investigação.

A vítima registrou BO, registro 00086-2009-08863, na Polícia Civil na segunda-feira (26), 01 hora, onde relatou o crime para uma escrivã. No boletim ele narra toda a história contada para a Gazeta de Joinville.

T.S. também registrou BO, número 44, na Corregedoria do 17º BPM, assinado pelo tenente Jair Pereira de Souza. No boletim ele conta o espancamento e que os policiais diziam “agora tu vai ver como é o negócio com a gente”.

29 comentários:

Anônimo disse...

Ahh, pelo amor de Deus!!! A Gazeta faz um desserviço aos cidadãos de bem com essa matéria! O traste que ia ser surrado já é conhecido do bairro e não é flor que se cheire!!
Quando ele mata alguém daí a mídia também se apressa a divulgar. Quem fica com o ônus???
QUEM TRABALHA E PRODUZ nesse país.
Por favor! Menos hipocrisia!

valmir disse...

O Jornal está de parabéns, àqueles que transgridem devem ser aplicados os rigores da lei.

Um dos motivos pela alta taxa de ilícitos no Brasil é a desconfiança que a população nutre pela sua Polícia.

Os agentes responsáveis pelo poder coercitivo do estado não estão acima da lei e a devem cumprir fielmente, sob pena de, não a cumprindo, motivar outros a, também, não cumpri-la.

Espero que os responsáveis sejam identificados e exemplarmente punidos.

Caso a vítima em questão tenha cometido alguma infração que também receba os rigores da lei.

Anônimo disse...

Super bonitinho o seu discurso valmir... parece até coisa história infantil.
Muito lindo, mas na prática:
1) A lei não tem rigor, tem regalias
2) O povo é ignorante não sabe votar
3) Os políticos são igualmente ignorantes, não querem fazer leis rigorosas porque têm medo de serem punidos por elas.
4) O cidadão que investe do próprio bolso em educação (o que parece até mesmo o seu caso), fica no meio dessa palhaçada.
5) O policial sabe que se "aplicar os rigores da lei", o vagabundo que vai ser certamente solto em segundos devido aos fatos 1, 2 e 3 vai buscar se vingar.
6) Você é potencialmente a próxima vítima desse vagabundo porque a alta taxa de ilícitos no Brasil é causada pela IMPUNIDADE.
7) O Brasil não vai pra frente porque é inerentemente hipócrita.

Anônimo disse...

A GAZETA ESTA DE PARABENS
ONDE ESTA O MP QUE NAO VE ISSO
POLICIAIS TRABALHANDO DE SEGURANÇA EM CASAS NOTURNAS E TENDO A COBERTURA DAS VIATURAS QUE DEVERIAM ESTAR CUIDADNDO DE NOSSAS RUAS
E O COMANDANDTE VIR DIZER QUE NAO TEM CONHECIMENTO QUE SUA TROPA VIVE FAZENDO BICO EM CASAS NOTURNAS, GENTE VAMOS PARAR DE TENTAR TAPAR O SOL COM A PENEIRA

Anônimo disse...

Pra policial militar perder a cabeça e fazer uma cag... tão grande é preciso um motivo muito forte.
Cansei de ver malaco atormentar policia e não apanhar.
Ainda mais nossa policia que é tão tranquila.
Que se apure o fato, mas que se apure também o modo como esse cidadão age, quem ele incomodou ou incomoda, etc.
Dois pesos e duas medidas não!
Que todos paguem pelos seus erros.

Anônimo disse...

A Gazeta de Joinville está de parabéns pela coragem em publicar essa matéria, pois comungo da opinião de que não importa quem seja a vítima do abuso, tampouco o seu causador, a justiça deve alcançar ambos.
Aproveito para sugerir um aprofundamento numa questão levantada nessa matéria: A dos "seguranças" que trabalham em casas noturnas; essas pessoas estão preparadas? quais as exigências para exercer essa profissão? quem fiscaliza esses profissionais? quais as punições para quem descumpre as regras ou abusa do poder? No caso de agressão, é possível ingressar com ação de indenização contra casas noturnas ou empresas de segurança? Policiais podem trabalhar como "seguranças" de casas noturnas?
Lembrando de matérias jornalísticas que já li relacionadas aos abusos cometidos por "seguranças" de casas noturnas em Joinville, lembrei de alguns onde pessoas foram agredidas por socos, choques elétricos, torturadas etc.

faça a diferença disse...

Eu não acredito que um juiz militar vai favorecer a vitima de agressão. Esses casos de "policiais", agredindo, torturando já virou rotina, esses casos devem ser denunciados nos ORGANISMOS INTERNACIONAIS, para punir diretamente os culpados,porque no Brasil não adinta merda nenhuma denunciar,pois a maioria das autoridades desse país esta contaminada pela corrupção, pelo ódio, pelos seus interesses. É preciso ressaltar que há muitos policiais de boa indole, não podemos generalizar, mas que tem uns merda nas corporações em todo lugar isso não há duvida. O Brasil precisa ser denunciado por esses crimes de tortura e maus trato, somente a comunidade internacional vai poder nos ajudar, porque assim o Brasil pode sofrer algumas sanções por causa desses hipocritas valentões quando se escondem atrás de uma farda.

Anônimo disse...

A GAZETA ESTÁ DE PARABÉNS, esses policiais são tão bandidos quanto o que falam deste cidadão, se ele é criminoso, o trabalho da polícia é prender, não bater, se o policial não acredita na justiça, largue a farda, mas não suje o nome da nossa corporação!!! Vcs que comentam e incentivam este comportamento da polícia, não se esqueça, amanha vc pode ser confundido com um desses bandidos e passarem pelo mesmo tratamento! Esses são lixos da PM, tem vários, assim como eu conheço vários, todo mundo conhece um ou outro, lixos que se acham maiores que a lei, respeitem a farda que vestimos!

Anônimo disse...

Ridículo Sr. "faça a diferença"...
O seu discurso mostra uma ingenuidade quase digna de pena.
"Organizações internacionais"????
Você quer dizer a Anistia Internacional?
Não seja tolo, eles tem muito mais o que fazer nos Gulags da China e não abrem a boca por que recebem seu dindin.
Seja mais prático e menos hipócrita.
Seu romantismo social é o que nos trouxe até a beira do caos.
Cidadão de bem que respeita as leis não tem medo da polícia.
ELES NUNCA MEXERAM COMIGO NEM COM NINGUEM DA MINHA FAMÍLIA. POR QUE SERÁÁ???
Isso que eu vivo saindo à noite e em baladas. ACHO QUE A DIFERENÇA É QUE NÃO SOU "METIDO A BOBO" e aprendi a respeitar os outros em casa.
POLÍCIA TEM QUE METER O CACETE EM QUEM AGITA!! PONTO FINAL. E TENHO DITO.

JOAO disse...

QUANDO ESTE VAGABUNDOVOLTA A INCOMODAR POR AQUELAS BANDAS MANDA CHAMAR O VALMIR. O VALMIR VAI LEVA ELE PRA CASA, VAI DA UM CAFÉ E UNS DOCES E DEPOIS QUE O VAGABUNDO VIOLENTAR ALGUEM DA FAMILIA DELE AI ELE VAI CHAMAR A POLICIA PRA DA UMA SURRA NESSE SAFADO. Ô VALMIR, VAI TE CATAR.

Anônimo disse...

Sr. João,

Será mesmo que todos os que apanham da polícia são bandidos?

Se fosse assim, por que tanta gente ainda treme ao ouvir falar sobre a ditadura?

As pessoas que morreram e foram torturadas nas mãos dos militares eram bandidos?

E acima de qualquer coisa, cabe à Justiça julgar e avaliar quem é bandido ou não.

Policiais não são juízes.

Anônimo disse...

Parabens ao Jornalista pela matéria.
Nao vamos discutir quem tem ou nao razao, mas vamos aos fatos:
1. Polícia nao só trabalha de segurança em joinville, como tem policiais proprietários de empresas de segurança, quem se habilita a deletar ???? O Comando nao sabe ou tem participação na empresa?
2. Pq as investidas policias nas casas centrais nao são divulgadas? somente pq a empresa deles é quem presta serviço?
3. chame uma viatura para atender sua residencia no fim de semana - não tem viatura;
passe enfrente algumas casas noturnas centrais e verá onde estao as viaturas.
4. Vagabundo/ CAdeia.
5. Polícia fazendo seu trabalho/atender a população.
6. Comando Fiscalizar e exigir.
Fácil né????
mas.......

valmir vieira disse...

Espero que os autores dos comentários que apoiam a ação violenta de alguns PM, pois a corporação na sua imensa maioria não age desse forma, também não sejam vítimas ocasionais desses maus policiais.

Quem incentiva a violência não conhece suas consequência.

A liberdade de expessão é direito de todos, alguns não valorizam esse direito e tenham certeza, ele surgiu, graças ao empenho de muitos, para combater as arbitrariedades e não o contrário.

A Gazeta poderia aproveitar a oportunidade e realizar um grande dabate sobre o tema.

Ninguém, em nenhum lugar do mundo civilizado, chama a polícia para espancar, surrar ou torturar pessoas e sim para prender, se for o caso, e encaminhar para a polícia judiciária.

Eduque a criança e não precisará punir o homem.

Anônimo disse...

Existem dois tipos de violência:
I) A que mantém a ordem do estado;
II) A que perturba a ordem do estado;

Nosso país está sendo sangrado porque a violência do tipo II é que prevalece.
Agite com um oficial americano, alemão para ver se ele vai te tratar com "ternura".
Aprenda a se portar diante de um oficial e você jamais vai ser maltratado.
O brasileiro apanha porque é folgado. Se nega a fazer o bafômetro, dá carteirada, tenta subornar os oficiais...
As únicas instituições públicas que ainda tem credibilidade nesse país são as forças armadas e o governo federal investe pesado em propaganda para enfiar na sua cabeça que a ditadura foi a pior coisa do mundo e evitar que a direita adormecida mais uma vez ponha ordem no pardieiro socialista que se avizinha.
Gostam tanto de "liberdade de expressão" mas quem fala em nome do cidadão de bem que trabalha e rala?
Só temos políticas para as "minorias"!!! Enquanto isso sugam 40% do que eu ganho para pagar bolsa-esmola, auxilio-funeral, camisinha e lubrificante anal de graça a quem quiser.
CADE A LIBERDADE DE EXPRESSÃO QUANDO TENHO ATÉ MEDO DE FALAR SOBRE ISSO??????
Esse país é decadente...

Anônimo disse...

Violência que mantém a ordem do estado?
Nenhum tipo de violência traz ordem, e sim desespero e dor.

Ordem nenhum justifica tirar a vida das pessoas como fizeram na ditadura.

"Aprenda a se portar diante de um oficial e você jamais vai ser maltratado". O que é isso? Coação?

Então é assim, se não tiver "etiqueta" frente a um oficial está morto. Isso é brincadeira. Ninguém deve ser submisso a ninguém, muito menos aos oficiais que já têm as mãos sujas de sangue e hoje se beneficiam da lei de anistia.

"evitar que a direita adormecida mais uma vez ponha ordem no pardieiro socialista que se avizinha". A direita não está e nunca vai estar adormecida.
Existem tucanos e democratas suficientes para provar que a direita está presente, com ou sem militares.

Chico Sciences disse...

Parabéns ao jornalista e a Gazeta. Atualmente não se vê isso em periódicos. É claro, basta trazer à tona um fato desse que a direita e o resquício dos filhos putrefactos da ditadura aparecem. Primeiramente, não deveria existir polícia militar e aqueles que defendem esse tipo de atitude deveriam pensar mais ou estudar. Se escondem atrás de suas mesas ou em uma igreja, sendo os PAIS de uma “boa” família. Atitudes preconceituosas como essas escritas por alguns parvos a cima eu até entendo. Eles não têm culpa pois tiveram uma educação preconceituosa, mórbida e tosca, comum em nossa cidade.

A polícia é uma quadrilha institucional. Para manter a “ordem” usam de abusos e autoritarismo. Oficial, policial americano? Como essas pessoas da direita conservadora são quadrúpedes. Já sei até o “papinho”: o brasileiro é folgado, o nordestino é vadio e o sul é o meu país. Estou certo? Papos como socialismo, comunismo? Eles vêm colocando medo na população desde a ditadura dizendo que comunistas são maus e coisas do tipo. Conheço pessoas burras e egoístas como esse ali a cima que falou “bolsa-esmola”. Mas não adianta conversar com pessoas dessa linha assim, perda de tempo.

Agora, a Polícia Militar, já que vai demorar para deixar de existir infelizmente, tem que educar os policiais e não soltar um cão na rua. Como aconteceu em São Pedro de Alcântara onde vimos cenas de animais irracionais. E quem pensa que a ditadura vai voltar, esqueça.

Atualmente existe pessoas boas que acreditam que na PM podem mudar o mundo, ingênuos. Podem ser bons, mas a parte podre é maior. Polícia, como eu já disse, é uma quadrilha institucional e continua devido a pessoas como algumas a cima.

Muitos policiais chamam os outros de ladrões e bandidos, sendo que eles mesmos são usuários de drogas, como cocaína. Muitos casos vem à tona. Se cocaína é uma droga e quem usa é bandido (não trato assim, mas estou usando a linguagem de muitos) o que será um policial usuário. Doente?

O garoto poderia ter feito algo errado, mas isso que fizeram não é o certo. Portanto, não defendam esses PMs algozes. Eles devem envergonhar muitos da classe.

Fica aqui o meu registro.

Anônimo disse...

Não não.. quem mantem a ordem no estado são as "passeatas pela paz" e as flores com as quais os policiais devem punir os agitadores.
Por isso a polícia só deve usar armas de água e se vestir com roupas coloridas para refletir a diversidade.
A violência deve ser imposta ao cidadão que não cumpre a lei e não respeita a autoridade.
Isso não é COAÇÃO, É COERÇÃO.
O indivíduo que não respeita a autoridade deve ser compelido a fazê-lo. Poder de polícia meu amigo.
Ah sim, PSDB e DEM são belos exemplos de direita. Se aliam ao PMDB e outros "P"s que são legítimos representantes dos empresários e cidadãos de bem que se matam de trabalhar e estudar. São tão bons que só não se aliam ao PT para não ficar feio. Senão o fariam, pois a única diferença entre o eixo PT/PSDB-DEM é que "as turmas" que arrastam consigo são distintas.
Para mim esses partidos serão direita quando efetivamente se livrarem do Bolsa-esmola e se puserem a eliminar a influência nefasta dessa pseudo-revolução "de toda sua gente" (sic) que agora temos até em Joinville.

Anônimo disse...

Ah, apenas complementando:
- Na China, a violência tipo I mantém a ordem.
- Nos EUA, a violência tipo I mantém a ordem.
- Na Alemanha, a violência tipo I mantém a ordem.
- Na Austrália, a violência tipo I mantém a ordem.
- No Canadá, a violência tipo I mantém a ordem.
- Na França, a violência tipo I mantém a ordem.
- Na Rússia, a violência tipo I mantém a ordem.
- Na Grã-Bretanha, a violência do tipo I nem sempre precisa ser imposta PORQUE O POVO É PREDOMINANTEMENTE EDUCADO. Isso explica porque a Scotland Yard (MPS) não usa armas letais no dia-a-dia.
- Em que país o seu romantismo social funciona??????

Anônimo disse...

Quem usa droga é bandido mesmo!
E você deveria tratar assim mesmo!!!
Não importa se é policial ou cidadão comum.

Anônimo disse...

HAHAHHAHA!! EGOÍSTA???
ESSA É BOA!!!
QUER DIZER QUE SE EU EXIJO RETORNO SOBRE OS MEUS IMPOSTOS EU SOU EGOÍSTA???
DESCULPA Sr. "Chico Sciences", ESSE É O MEU DIREITO.
Provavelmente eu pago mais impostos que você porque eu ganho mais do que você.
Provavelmente eu ganho mais do que você porque eu tenho mais instrução e me esforcei mais.
PORTANTO, É DIREITO MEU NÃO QUERER DIVIDIR O QUE EU GANHO COM PÁRIAS.

Realmente vivemos em um estado democrático do AUTO-ENGANO e da INVERSÃO DE VALORES.

Meus filhos vão morar na Inglaterra. Não tem lugar para gente decente aqui nessa backwater banana republic mesmo.

Anônimo disse...

senhores vivi vinte e cinco anos dentro da policia militar o senhor sub comandante desta intituiçao nao tem nenhuma culpa pois todos que estao na rua sao responsavel pelos seus atos mais todos sabe que depois de 1988 a nova constituinte deu muito espaco pora qualquer malandro fazer o que quer equalquer hilario zils condena qualquer soldado a mando de alguns coronel que mandar pois nao tem decisao propria so vai fazer o que o chefe dele mandar voçes soldado se tiver que ser olvido pelo major serao condenados nao tenha duvida assinado abin lade

Anônimo disse...

quero com isto informar senhor hilario denunçia de preso tem mais peso que de um poliçial este vagabundo nao apanhou de graça porque voçes nao investiga senhor harrison que e dono de empresa de segurança e pega os presos da pij para espancar para tirar serviço voçe sabe desta giria dentro da corporaçao ele deve ter parado agora pois seu protetor caio senhor hudisson o fio da miada esta ali torturador da pij harrison duvida so estou esperando voçe sair candidato a vereador para mandar estas copia outra para de se juntar com o ex diretor do presidio para arumar para o cmd do c p n ele vai descobrir p 2

Anônimo disse...

ai pessoal da gazeta e se for um oficial da policia militar que esteja envolvido NAO DA NADA SE FOR SENHOR HUDSON NAO DA NADA SE FOR SENHOR DIRETOR DA PENITENCIARIA DE JOINVILLE NAO DA EN NADA A CONDENA DO SENHOR HARRISON DEU DOIS ANOS E PERDA DO CARGO LAMENTO MAIS SENHOR JUIZ SUA SENTENÇA ELES ESTAO CAGGGGGGGG POR ELA POLITICA NESTE PAIZ MANDA MAIS JUSTIÇA SO PARA POBRE P PPPP ETÇ ETÇ TAL ASSINADO ABIN LADE

Anônimo disse...

PORQUE A POLIÇIA FEDERAL NAO DA UMA OLHADA NESTES POLIÇIAL QUE TEM EMPRESAS DE SEGURANÇA QUE TRABALHA PARA AS GRANDES EMPREESAS DE JOINVILLE TUDO DEBAICHO DOSW PANOS SEM DOCUMENTAÇAO DONOS DE IGREJAS E MANÇOES PROCURA QUE ACHA ASSINADO A B L

Anônimo disse...

A função da polícia não é a de bater, torturar e muito menos aplicar a "pena de morte", como talvez fariam com esta pessoa que denunciou. Se ele é ou não bandido, não cabe aos policiais o poder de julgar, deveriam então te-lo levado a delegacia.

Se até nos julgamentos as vezes pessoas inocentes são condenadas, imaginem se deixar este poder na mão dos soldados da PM.

Tortura é ilegal, este caso deve sim ser investigado e punido com rigor, senão o que vai ser de nós.

Dia destes, eu vinha voltando do trabalho e ao passar por uma viatura da polícia eu apenas dei uma olhada para o lado e o policial foi muito mal educado perguntando com a maior grosseria porque eu estava olhando. Fiquei indignada, sou funcionária pública tanbém e trabalho honestamente, me senti humilhada por este cidadão que para mim deve ser um grande ignorante, por ter falado daquela maneira agressiva comigo. Agora imagine se estes policiais não forem punidos.....
Eu tenho medo deles sim!!!

Anônimo disse...

Aqui todos são credenciados a dizer o que os outros precisam fazer. Isso é incrivel!!!!!!!!!!!
Querer dizer, olhar, mandar, julgar etc etc e etc. "ah mas eles podem.... ah mas eles precisam fazer assim..... mas pq tu ñ falou... fosse eu... Ah mas eu tenho direitos... q eles se fo***...." e por aí afora. Bom senso, educação e compreensão são os outros que precisam para comigo. Sobre si mesmo todos tem um alto conceito mas jogam lixo nos terrenos dos outros, na beira de estradas.... Acha um objeto q pode ser facilmente entregue ao dono mas ñ faz isso... o mesmo critério para si não!!!!!!!!
E então onde estão os HIPÓCRITAS????

Anônimo disse...

Sobre a matéria já existem opniões a favor e contra os policiais,mas sobre os depoimentos de cada um,pelo amor de Deus, é muito erro de português,vamos estudar mais gente.

Skinneriano disse...

Nossa, pela grafia e argumentos de alguns da pra ver a qualidade da policia de Joinville.
Lamentavel.
E os medrosos e com rabo preso que continuem a fazer comentarios anonimos.

Anônimo disse...

Ah claro, Skinneriano deve ser o seu nome verdadeiro também. hahaha.
medroso!